sexta-feira, 9 de outubro de 2009

poema : "já não estou"

és estranho sentir que já não te quero,
a dor da ausencia já não aparece,
na minha voz já não há desespero,
com tão poucas atitudes de amor, afinal o amor arrefece.
sinto que já não te amo,
partiu o sentimento que tanto mostrei,
tantas e tantas vezes em vão,
que hoje percebo que enfim cansei...
cansei de abrir os braços com emoção,
de derramar lágrimas por quem não merece,
hoje respira outra vez o coração,
ao contrário do que pensava a tua lembrança não permanece.
caminho em sentido oposto da tua vida,
foi a tua indiferença que me afastou,
finalmente, mesmo sem ti, já não me sinto perdida,
não me procures, porque para ti,já não estou!
GI

1 comentário: