quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

poema

um dia a saudade vai bater à tua porta!
então irás sentir aquilo que sinto.
quando te arrependeres poderá não haver volta,
deixarei de querer e rasgarei tudo o que já foi escrito.
um dia vais sentir o coração bater,
o tempo esse acabou por passar...
não preservaste o que te podia amar,
vais perceber que são essas as razões de viver.
um dia quando a tua mão estiver vazia
sem uma outra mão para a segurar;
vais entender que era verdade o que te dizia,
encontra-se a felicidade num simples tocar.
um dia quando abraçares o vento,
na magia de um sentimento de solidão,
sentiras o teu cabelo voar no relento
de uma melancolia que preenche a vida de escuridão.
um dia... vai ser tarde demais...
hoje a vida quer continuar;
porque não olhar para trás e recomeçar,
porque não cruzar de novo o nosso olhar?!
GI

3 comentários:

Administrador do site disse...

Sei que aguardavas outra pessoa, como quem espera uma resposta... O teu texto além de belo, contém a verdade profunda da saudade, do amor que se perde apenas porque se omitiu um gesto ou uma palavra... O tempo galopa sem trégua e daqui por vinte anos, a dôr e o sofrimento serão maiores, mais densos... Nesse momento distante, tudo o que se possui é a impossibilidade eterna...

Um Beijinho para ti
Sabes o que procuras, não desistas...

Não acredites no mito de que um novo amor faz esquecer o anterior...

A. disse...

Nunca é tarde de mais para amar...
Beijo*

Karlo disse...

Gostei bastante do texto ;D