segunda-feira, 12 de julho de 2010

descansar...

cansada destes dias que percorro sem ligar à dor,
retocada, sem reacção para nada,
caminho, rastejo e não sinto nada melhor.
cobiço um repouso,
onde possa sossegar,
onde o silêncio seja um poiso,
e eu possa os olhos fechar.
o mundo recorre à ilusão;
eu somente quero a realidade,
nesta letargia já nem sinto compaixão
da minha alma que se banha em saudade.
e descanso o espírito no desabrochar de uma flor,
a cabeça num jardim que para mim inventei;
a sonhar não tenho mais nada para além do amor,
fico por aqui nos sonhos, agora que te encontrei!
GI

1 comentário:

Filipa disse...

"cobiço um repouso,
onde possa sossegar,
onde o silêncio seja um poiso,
e eu possa os olhos fechar."

Às vezes acho que estás na minha cabeça, outras vezes pareces estar no meu coração a sentir o mesmo que eu. :) :)