terça-feira, 6 de janeiro de 2009

poema: "sozinha"

POEMA: "SOZINHA"

- que faço sem ti,
se és a minha luz?
fico na escuridao,
e afasto os pesadelos com uma cruz.
sem os teus abraços,
sem os teus carinhos,
meu destino fica sem traços,
os meus sentimentos ficam sozinhos.
sem ti, a melodia da nossa cançao faz-me chorar,
olho-me ao espelho e nao me conheço,
esperei toda a semana para te encontrar,
e "hoje" nao te vi,entristeço.
esperei a semana toda para te abraçar,
para te rever, para me sentir eu,
agora que mais uma "semana" vou ficar a esperar,
acredita: a minha felicidade adormeceu.
luz apagada,
nao ha vestigios de carinho,
choro e sinto-me abandonada,
de mim ate foge o passarinho.
nao quero sorrir,
nao quero ser eu,
nao quero nada sentir,
sem ti,este mundo nao é meu.

1 comentário:

Andreia disse...

Infelizmente não queremos o fácil, queremos sempre atingir o impossível.
Há sempre as pessoas que passamos a adorar, independentemente, de serem ou não da nossa família. Mas elas claro têm a sua vida e só temos de compreender que nem tudo na vida está do nosso lado, mas a esperança tem de se manter, sempre!
Força.
Obrigado pelo desabafo, do fundo do coração <3

Há sempre uma luz que se apaga na ausência de alguém.
Os teus poemas sim, são bonitos.

Beijão *.*