sexta-feira, 14 de agosto de 2009

poema: "dia -após-dia"

DIA-APÓS-DIA
-repara: sou eu que elevo o espírito num abraço teu;
que guarda cada gesto e palavra para em momentos críticos recordar,
estou sempre junto a ti num mundo que é só meu,
sou eu que apareci para te lembrar...
que a vida é mais que uma lágrima,
se a lágrima cair por ti;
tem um sinal de tristeza e ao mesmo tempo magia;
sabes aquilo que significas para mim,
este amor é consolidado dia-após-dia!

3 comentários:

O Profeta disse...

Ah mas esta calmaria aprisionada
Sobe ao celeste um frio arrepio
Entre o mar e as negras pedras
Vive um coração de onde escorre um rio
Onde moram sereias douradas
Onde os peixes falam de amor
Onde as pedras são felizes
Onde as águas lavam o rancor


Boa fim de semana


Doce beijo

PaulaPan disse...

Gostei =)

PaulaPan disse...

es de setubal tive a ver :D
entao tive ai pertinho xD