sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

poema: "ilusões inacabadas"

sai, não quero que fiques,
vai, e não te expliques;
nada apaga a tua forma de agir,
tens noção de que passas o tempo a me iludir?
não digas mais nada,
já chega de ilusões inacabadas;
é certo que gosto de ti,
mas não posso continuar assim.
tantas vezes que tentei mostrar
que dava tudo por ti,sem sequer pensar,
mas nunca pensaste em mim;
nem respeitaste aquilo que senti.
desisto aqui e agora,
olho para o tempo, nem sigo a hora,
em que perdi a vontade de esquecer,
simplesmente não te quero ver.
espero um dia poder dizer,
que por ti já não vou sofrer;
quero tirar da cabeça,
a dor que sinto com a tua indiferença.
espero que saias do meu coração,
não foste mais que uma desilusão;
quero esquecer e seguir,
moldar o que sinto,se me permitir.

GI

7 comentários:

Anónimo disse...

FORÇA, por favor, dos fracos não reza a HISTÓRIA, e deves continuar por ti, e por muitas pessoas que precisam dos teus poemas.

Andreia disse...

Se achas que é o melhor. Só espero que voltes rápido.

Força <3

Anónimo disse...

~ENTÃO GISELITA SINTO A FALTA DOS TEUS POEMAS. NÃO SOU EGOÍSTA, MAS TODOS PRECISAMOS DE TODOS. PENSA NISTO E INSPIRA-TE

CrisR disse...

O teu poema parece feito para mim, e para esta semana...e nem nos conhecemos!

filipa disse...

Li o teu comentário deixado no "singlefeeling", cujo texto fui eu que escrevi, para a minha pequena prima.
Eu acho que são muitas as vezes em que Ele se esquece que todo o sofrimento a que somos submetidos, nos vai roubando as forças e a vontade de viver... mas como referi, a vida não é justa eo mundo muito menos...
Temos de saber dar a volta por cima, e agarrar-nos aos pequenos pormenores bonitos e aos escassos sorrisos, para fortalecer a alma e o coração.
Pelo menos, é o que tento fazer.

Tens uma escrita muito bonita, vou passar mais vezes *

Maior beijo,

Pinheiro Luis disse...

Poeta é um fingidor...será que finges, ou sentes deverás a dor??

Continua...

paradoXos disse...

fica - adorei!!!!!